América Mineiro   Atlético Mineiro   Atlético Paranaense   Bahia   Botafogo   Ceará   Chapecoense   Corinthians   Cruzeiro   Flamengo   Fluminense   Grêmio   Internacional   Palmeiras   Paraná   Santos   São Paulo   Sport   Vasco   Vitória   Atlético Goianiense   Avaí   Boa Esporte   Brasil - RS   Coritiba   CRB   Criciuma   CSA   Figueirense   Goias   Guarani   Juventude   Londrina   Oeste   Paysandu   Ponte Preta   Sampaio Corrêa   Santa Cruz   São Bento (SBN)   Vila Nova  

Feriados durante a Copa serão "limitados", afirma ministro do Esporte

 
Copa do Mundo de 2014 decretarem feriado nos dias de jogos será limitada.
22/09/2011 07h27, www.uol.com.br
 
Para o ministro Orlando Silva, está-se fazendo "muito barulho por nada" (Foto: www.uol.com.br)
Para o ministro Orlando Silva, está-se fazendo "muito barulho por nada" (Foto: www.uol.com.br)

O ministro do Esporte, Orlando Silva, disse nesta quarta-feira que a possibilidade de as cidades-sede da Copa do Mundo de 2014 decretarem feriado nos dias de jogos será “limitada”.

Enviada pelo governo ao Congresso Nacional na última segunda-feira, a Lei Geral da Copa prevê que o Distrito Federal, os Estados e municípios poderão decretar feriado nos dias em que forem disputados, em seu território, jogos da competição mundial. O mesmo direito é estendido à União.

De acordo com o líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), o projeto deve virar lei apenas em 2012. Segundo ele, os parlamentares devem fazer mudanças na proposta. Os deputados votarão o texto e poderão inserir alterações. Depois, a matéria seguirá para o Senado, para nova rodada de votações e possível mudanças no texto. Caso haja alterações, o projeto volta à Câmara, para nova votação. Depois, segue para a sanção final da presidente.

Outro ponto polêmico do projeto da Lei Geral da Copa é a suspensão durante os jogos e eventos da competição de algumas garantias presentes no Estatuto do Torcedor. Os ingressos, por exemplo, não precisarão trazer impresso o preço de venda. Esta exigência serve de garantia ao torcedor de que o valor que ele paga pelo ingresso é aquele definido para todas as entradas para o evento naquele determinado setor.

Outro ponto de flexibilização é o que diz respeito aos direitos do torcedor no caso de cancelamento, adiamento ou mudança de local do evento esportivo. Pela lei brasileira, quando um evento esportivo é cancelado ou tem data ou local alterado pelo seu organizador, aqueles que já adquiriram o ingresso têm direito à devolução do valor pago e também indenização por eventuais custos que tenha tido.

O projeto de Lei Geral da Copa, porém, anula esses direitos para os eventos da Copa, e determina, em seu artigo 33: "Os critérios para cancelamento, devolução e reembolso de ingressos, assim como para alocação, realocação, marcação, remarcação e cancelamento de assentos nos locais dos Eventos serão definidos pela Fifa".

*Com informações da Agência Brasil

 

/comentários

O comentário não representa a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

/notícias relacionadas

Compartilhe você também:

Contato: Jornalista Alexandre Jabá - DRT 1357 Telefone/Whatsapp: (69) 98487-3042 ou pelo e-mail: alexandrejaba1@gmail.com

© 2018 - Todos os direitos estão reservados - Feriados durante a Copa serão "limitados", afirma ministro do Esporte - Plantão Esportivo - A notícia em 1º lugar

Quem somos | Política de Privacidade | Fale conosco