Athletico Paranaense   Atlético Mineiro   Avaí   Bahia   Botafogo   Ceará   Chapecoense   Corinthians   Cruzeiro   CSA   Flamengo   Fluminense   Fortaleza   Goias   Grêmio   Internacional   Palmeiras   Santos   São Paulo   Vasco   América Mineiro   Atlético Goianiense   Botafogo-SP   Bragantino   Brasil - RS   Coritiba   CRB   Criciuma   Cuiabá   Figueirense   Guarani   Londrina   Oeste   Operário-PR   Paraná   Ponte Preta   São Bento (SBN)   Sport   Vila Nova   Vitória  

Ônibus Rio-Lima com flamenguistas não aguenta e será trocado em Rondônia

 
19/11/2019 08h06, Diego Salgado Do UOL, em Vilhena (RO)
 
20 Ônibus que leva flamenguistas rumo a Lima apresentou problemas mecânicos e ficou cinco horas parado em Vilhena (RO). (Foto: Diego Salgado/UOL)
Ônibus que leva flamenguistas rumo a Lima apresentou problemas mecânicos e ficou cinco horas parado em Vilhena (RO). (Foto: Diego Salgado/UOL)

O peruano Pedro desce apressado do ônibus. São 13h e o sol arde no cerrado brasileiro, Pela segunda vez no tórrido domingo, o funcionário da empresa Ormeño precisa ajeitar o ar-condicionado. Sob olhares dos torcedores do Flamengo que vão a Lima em caravana, o faz-tudo do veículo dá um jeito no problema e, lépido, volta à cabine.

A cena é a síntese do segundo dia do trajeto Rio de Janeiro-Lima, feito por flamenguistas que irão assistir à final da Libertadores entre Flamengo e River Plate. O UOL Esporte acompanha a saga do grupo até a próxima quinta-feira, em um total de 120 horas na estrada.

Os problemas apresentados nos dois primeiros dias, apesar de não impedirem a sequência da viagem, farão a Ormeño trocar o ônibus em Porto Velho, capital de Rondônia.

Segundo esses funcionários, o veículo teve de passar por manutenção em seu duto de ar-condicionado, que estava entupido, e na roda traseira esquerda, com troca de parafusos. Feitos os reparos, os funcionários afirmaram que não pretendem mais trocar de ônibus em Porto Velho. A capital está a 700 km de distância de Vilhena.

Além do problema com o ar-condicionado, o ônibus apresentou problemas com goteiras no piso superior, onde as poltronas são normais. De acordo com uma funcionária da Ormeño, existe a chance de infiltrações no para-brisa caso chova forte até a fronteira com o Peru - as previsões apontam precipitações no Acre. À noite, com o ar-condicionado funcionando, o ônibus passou por uma limpeza geral durante o horário do jantar, em Cuiabá, capital do Mato Grosso.

A viagem já dura 57 horas. Foram percorridos 2.898 km. Faltam, então, 3.132 km até Lima. A previsão de chegada inicial era para quinta-feira (21) de manhã.

 

Estamos aguardando o ônibus voltar. Novamente foram tentar arrumar o ar-condicionado. A chegada a Lima vai atrasar um pouco. (Foto: Uol.com)
Estamos aguardando o ônibus voltar. Novamente foram tentar arrumar o ar-condicionado. A chegada a Lima vai atrasar um pouco. (Foto: Uol.com)

 

 

/comentários

O comentário não representa a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

/notícias relacionadas

• Recorde de Ciclistas no Pedal Solidário em Ariquemes, Realização: CrediSiS Crediari
• Real Ariquemes subiu 17 posições no ranking da CBF e é o único time de Rondônia entre os 100
• FFER cumpre seu calendário e fecha o ano de 2019 com mais de 100 jogos realizados

Compartilhe você também:

Contato: Jornalista Alexandre Jabá - DRT 1357 Telefone/Whatsapp: (69) 98487-3042 ou pelo e-mail: alexandrejaba1@gmail.com

© 2019 - Todos os direitos estão reservados - Ônibus Rio-Lima com flamenguistas não aguenta e será trocado em Rondônia - Plantão Esportivo - A notícia em 1º lugar

Quem somos | Política de Privacidade | Fale conosco