América Mineiro   Athletico Paranaense   Atlético Goianiense   Atlético Mineiro   Bahia   Bragantino   Ceará   Chapecoense   Corinthians   Cuiabá   Flamengo   Fluminense   Fortaleza   Grêmio   Internacional   Juventude   Palmeiras   Santos   São Paulo   Sport   Avaí   Botafogo   Brasil - RS   Brusque   Confiança   Coritiba   CRB   Cruzeiro   CSA   Goias   Guarani   Londrina   Náutico   Operário-PR   Ponte Preta   Remo   Sampaio Corrêa   Vasco   Vila Nova   Vitória  
4

Natal Jacob garante que não há nada oficializado sobre a desistência do Vilhenense na Série D

 
Presidente garante Vilhenense na Série D: “Em nenhum momento eu falei que desistimos”
29/03/2020 09h52, Folha do Sul / Rogério Perucci
 
20 “A gente fala uma coisa e distorcem tudo”, disse Waldir Kurtz (Foto: Assessoria Vilhenense)
“A gente fala uma coisa e distorcem tudo”, disse Waldir Kurtz (Foto: Assessoria Vilhenense)

A notícia de que o Vilhenense Esportivo Clube teria desistido da disputa do Campeonato Brasileiro Série D pegou o torcedor do Leão de surpresa. Atual campeão Estadual, o Vilhenense tem pela primeira vez a oportunidade de jogar a quarta divisão nacional e a expectativa de se torcedor é grande. 

As declarações de Kurtz foram confirmadas pelo vice-presidente da FFER, Natal Jacob, com quem a reportagem conversou. “O que o Vilhenense nos enviou foi apenas uma consulta se haveria punição em caso de desistência”, afirmou Jacob que esclareceu ainda: “Só que a CBF está fechada, assim como a nossa Federação, então não temos esta resposta ainda. Neste momento vale o que está no regulamento”, pontuou.  

E o que está no Regulamento Específico da Competição (REC), no seu Artigo 34 é que o prazo para desistência de qualquer clube, sem punição, é de 50 dias antes do início da competição. Prazo que venceu no último dia 13 de março.

Art. 34 - Um clube poderá desistir de disputar o CAMPEONATO, desde que o faça com uma antecedência mínima de 50 (cinquenta) dias para o início da competição (13/03/2020), explicando os motivos através de ofício dirigido à sua Federação.

As desistências após esta data, de acordo com o parágrafo 4º do Artigo 34, serão consideradas abandono e os clubes serão punidos com a suspensão por dois anos de competições organizadas pela CBF, de acordo com o previsto no Artigo 62 do Regulamento Geral de Competições (RGC), que no seu parágrafo único estabelece como abandono a desistência após a publicação da tabela e regulamento da competição. 

Art. 62 - Se uma equipe abandonar, for excluída ou eliminada pela Justiça Desportiva de uma competição ficará automaticamente suspensa durante 2 (dois) anos de qualquer outra competição coordenada pela CBF, em qualquer categoria ou divisão.
Parágrafo único - Entende-se também como abandono a desistência da disputa de uma competição após a publicação definitiva da tabela e regulamento correspondente.

Natal Jacob ponderou ainda que é isto que está valendo. Salvo, se pela situação atípica pela qual passa o Brasil e o mundo, e que afeta também o esporte com a suspensão, adiamento e até cancelamento de competições nacionais e internacionais por tempo indeterminado, a CBF promova alguma modificação no regulamento.

O Vilhenense está no Grupo A1 ao lado de Atlético-AC, Fast Clube-AM, Galvez-AC, Independente-PA, Rio Branco-AC, Bragantino-PA e o vencedor de Ji-Paraná-RO e Nacional-AM; e estreia fora de casa contra o Bragantino-PA.
 

 

/comentários

O comentário não representa a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

/notícias relacionadas

• Avaliação e Parceira entre Atlético Goianiense e Júnior Lopes será dia 20 e 21 de agosto em PVH
• Diretoria do Real Ariquemes empresta vários jogadores do Sub-20 para equipes da Série B
• Real Ariquemes conquista o Tricampeonato Rondoniense Sub-20

Compartilhe você também:

Contato: Jornalista Alexandre Jabá - DRT 1357 Telefone/Whatsapp: (69) 98487-3042 ou pelo e-mail: [email protected]

©2022 - Todos os direitos estão reservados - Natal Jacob garante que não há nada oficializado sobre a desistência do Vilhenense na Série D - Plantão Esportivo - A notícia em 1º lugar | CNPJ.: 41. 193. 592/0001-92

Quem somos | Política de Privacidade | Fale conosco