Athletico Paranaense   Atlético Goianiense   Atlético Mineiro   Bahia   Botafogo   Bragantino   Ceará   Corinthians   Coritiba   Flamengo   Fluminense   Fortaleza   Goias   Grêmio   Internacional   Palmeiras   Santos   São Paulo   Sport   Vasco   América Mineiro   Avaí   Botafogo-SP   Brasil - RS   Chapecoense   Confiança   CRB   Cruzeiro   CSA   Cuiabá   Figueirense   Guarani   Juventude   Náutico   Oeste   Operário-PR   Paraná   Ponte Preta   Sampaio Corrêa   Vitória  

Leozinho, uma lenda com belas histórias pelo futebol boliviano

 
O baixinho e veterano Léo faz a diferença dentro de campo no futebol amador de Ariquemes.
28/05/2020 11h16, Plantão Esportivo/ Alexandre Jabá
 
20 Léo, o baixinho habilidoso do Rio de Janeiro para o futebol do exterior. (Foto: Arquivo Pessoal)
Léo, o baixinho habilidoso do Rio de Janeiro para o futebol do exterior. (Foto: Arquivo Pessoal)

Eliel Dias de Oliveira "Leozinho" 53 anos, casado, 2 filhos Leonardo e Sarah Cristina. Natural do Rio de Janeiro, viveu uma longa história dentro do futebol profissional e amador. O Léo chegou em Rondônia pelo futebol, atuou pelo Vec de Vilhena, hoje é morador de Ariquemes, vendedor com os meus dons que Deus te abençoou com a bola nos pés. 

A carreria do jogador de futebol Leozinho, começou nas categorias de base do Anchieta-RJ e depois foi para o Bangu-RJ, chegou até o infantil do Vasco da Gama. O sonho de ser jogador profissional nasceu na segunda divisão do futebol Carioca, na simples equipe no Nilopolis-RJ, as portas do para o mercado do exterior se abriram para o jogador Eliel, o popular "Leozinho", aos 19 anos chegou o convite para jogar em Cochabamba na Bolívia. Em 1993, Léo foi contratado pelo Independiente Sucre, o seu contratado foi até 1995. Já no ano seguinte o baixinho Leozinho foi trasferido para o futebol Finlandês, ficando apenas um ano. 

O grande feito de Leozinho foi no futebol boliviano, o seu retorno da Finlândia, foi direto de onde ele saiu para equipe do Independiente de Sucre, depois passou por vários clubes como: Real Potosi, Union Central de Tarja, Aurora de Cochabamba e por último San José de Oruro. Ambos, todos pela elite do futebol da Bolivia. Em 1994 e 1997, Léo foi campeão da Copa Simon Bolivar, pela equipe do Real Potosi e pelo Stormes de Sucre. 

Leozinho no Futebol Finlândia   (Foto: Arquivo Pessoal)
Leozinho no Futebol da Finlândia (Foto: Arquivo Pessoal)

Leozinho chegou em Rondônia no início do ano de 2002 e atuou pelo Vec de Vilhena. Mas já estava para se aposentar no futebol profissional. Venho morar em Ariquemes, construiu uma linda família, ainda bate um bolão nas equipes veterana pelos campeonatos de futebol soçaety. 

 

O clube boliviano do Real Potosi fez agradecimentos ao Léo em sua rede social do Facebook (Foto: Facebook)
O clube boliviano do Real Potosi fez agradecimentos ao Léo em sua rede social do Facebook (Foto: Facebook)

 

 

 

/comentários

O comentário não representa a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

/notícias relacionadas

• Ex jogador do Ariquemes F.C deixa os campos e vai para Bike
• Jaru: Homem que ganhou indenização quase milionária de sitiante, é flagrado jogando futebol
• Ciclistas de Ariquemes ganha espaço para pratica do esporte, "Circuito Bike"

Compartilhe você também:

Contato: Jornalista Alexandre Jabá - DRT 1357 Telefone/Whatsapp: (69) 98487-3042 ou pelo e-mail: alexandrejaba1@hotmail.com

© 2020 - Todos os direitos estão reservados - Leozinho, uma lenda com belas histórias pelo futebol boliviano - Plantão Esportivo - A notícia em 1º lugar

Quem somos | Política de Privacidade | Fale conosco