América Mineiro   Athletico Paranaense   Atlético Goianiense   Atlético Mineiro   Bahia   Bragantino   Ceará   Chapecoense   Corinthians   Cuiabá   Flamengo   Fluminense   Fortaleza   Grêmio   Internacional   Juventude   Palmeiras   Santos   São Paulo   Sport   Avaí   Botafogo   Brasil - RS   Brusque   Confiança   Coritiba   CRB   Cruzeiro   CSA   Goias   Guarani   Londrina   Náutico   Operário-PR   Ponte Preta   Remo   Sampaio Corrêa   Vasco   Vila Nova   Vitória  
4

TBT: Emocionado e 'parte da história' da Chape, Wanderson vibra com 'acesso'

 
Volante, que fez parte da campanha da equipe que culminou nos acessos até Série A
18/06/2020 17h23, Plantão Esportivo/Informações globoesporte.com
 
20 Wanderson, capitão da Chape, ao lado de Paulo Baer, os dois lideres da suas equipes (Foto: Criciúma F.C)
Wanderson, capitão da Chape, ao lado de Paulo Baer, os dois lideres da suas equipes (Foto: Criciúma F.C)

Wanderson faz parte da história da Chapecoense. Quando chegou, em 2012, havia frustração pela equipe ter ficado no ‘quase’ na busca do acesso à Série B. Contudo, depois de uma Terceirona com o ‘gostinho’ de título, com a derrota na semifinal, mas com vaga garantida à Segundona, o volante estava emocionado na última terça, em Curitiba. Afinal, ele, junto com os companheiros, havia acabado de comemorar o segundo acesso seguido pelo clube, o da Série A.

Tudo bem que o ‘matematicamente’ o acesso não está garantido. Contudo, somente um milagre de derrota e uma quantidade de gols inimagináveis no futebol atual para que Chapecoense não suba. Por isso a festa na Vila Capanema.

O placar de 1 a 0 sobre o Paraná deixou a Chapecoense com 65 pontos ganhos na tabela. A comemoração dos jogadores tinha motivos.

 

Wanderson vem colhendo bons números pelo Verdão. Ano passado, atingiu diante do Cruzeiro, pela Série A, 150 jogos pela Chapecoense. Contra o Inter de Lages fez seu jogo de número 165. Jogou todas as partidas de 2015. Motivo de orgulho. “O sentimento é único por fazer parte dessa história tão linda da Chapecoense. Estou muito feliz por estar vestindo essas cores e cada vez mais atingir marcar importantes. Uma honra gigante”, afirmou." - Floripa News

— Não tem palavras, quando a vente chegou aqui, no ano passado, a gente estava com a responsabilidade muito grande de ter sido campeão estadual (em 2011). O objetivo, que sempre batia na trave, era o acesso, naquele ano, ano passado (2012), a gente perdeu a semifinal em casa, onde foi frustrante (mas o acesso à Série B veio). Nos reunimos com a família e dissemos que algo bom estava nos esperando, estava reservado para nós. Com o empenho de todos, o Gilmar fez uma família, com muita luta e união de todos, um time que no inicio era para se manter (na Série B), para não cair, a gente se uniu dentro o campo, se abraçou. Perdemos mais uma final, para o Criciúma, e ali, (depois do vice no Catarinense em 2013) sabíamos que alguma coisa muito boa estava nos esperando — falou emocionado Wanderson, à Rádio Super Condá.

Para completar, o volante relembrou o empenho e a dedicação dos jogadores da Chapecoense ao longo desta Série B. Fosse no frio do Oeste catarinense ou no calor do Nordeste, nos treinos e nas viagen, o grupo não esmoreceu, diz Wanderson. Foi uma batalha.

— A gente trabalha muito, todo mundo, fosse com chuva, sol, frio, a gente estava ali. E vocês (jornalistas) acompanharam isso tudo. E hoje, a gente, depois de uma luta dessa daqui, conseguir objetivo, que é o acesso à Série A, não tem explicação – resumiu.

 

Wanderson um verdadeiro herói da Chapecoense  (Foto: Arquivos)
Wanderson um verdadeiro herói da Chapecoense (Foto: Arquivos)

 

Wanderson ainda poderá receber uma bela homenagem em RondÃ&cute;nia, e ter uma estátula sua no estádio de futebol na cidade de Cacoal-RO (Foto: Assessoria União)
Wanderson ainda poderá receber uma bela homenagem em Rondônia, e ter uma estátula sua no estádio de futebol na cidade de Cacoal-RO (Foto: Assessoria União)

O meio-campo Wanderson Pereira, 39 anos, vai ganhar uma estátua na cidade de Cacoal, RO.

A confirmação foi da diretoria pela diretoria do União Cacoalense, que pretende homenagear o jogador e todos os demais bi-campeões estaduais pelo clube.

O presidente da Sociedade Esportiva União Cacoalense, Wesley Dias, disse à Rede Amazônica que a ideia de homenagear o atleta foi dele mesmo. Na volta a Rondônia, o volante foi campeão pelo Real Ariquemes em 2018.

 

/comentários

O comentário não representa a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

/notícias relacionadas

• Influenciadora Digital Fran Orben, palmeirense esteve hoje no Alianzz Parque na Vitória do Verdão
• Real Ariquemes supera Fortaleza no 1º jogo de ida que vale vaga na elite do futebol feminino
• Federação Rondoniense de Futebol marca início da segunda divisão

Compartilhe você também:

Contato: Jornalista Alexandre Jabá - DRT 1357 Telefone/Whatsapp: (69) 98487-3042 ou pelo e-mail: [email protected]

©2022 - Todos os direitos estão reservados - TBT: Emocionado e 'parte da história' da Chape, Wanderson vibra com 'acesso' - Plantão Esportivo - A notícia em 1º lugar | CNPJ.: 41. 193. 592/0001-92

Quem somos | Política de Privacidade | Fale conosco