América Mineiro   Athletico Paranaense   Atlético Goianiense   Atlético Mineiro   Bahia   Bragantino   Ceará   Chapecoense   Corinthians   Cuiabá   Flamengo   Fluminense   Fortaleza   Grêmio   Internacional   Juventude   Palmeiras   Santos   São Paulo   Sport   Avaí   Botafogo   Brasil - RS   Brusque   Confiança   Coritiba   CRB   Cruzeiro   CSA   Goias   Guarani   Londrina   Náutico   Operário-PR   Ponte Preta   Remo   Sampaio Corrêa   Vasco   Vila Nova   Vitória  
4

Alfreda Acioly, campeã brasileira do Bikini model relata como foi a quarentena no interior de RO

 
Acioly, campeã nacional de fisiculturismo diz que está curada da Covid-19
01/07/2020 15h41, Divino Caetano, Rede Amazônica
 
20 Alfreda Acioly, campeã nacional de fisiculturismo recuperada da Covid 19 (Foto: Arquivo pessoal/Alfreda Acioly)
Alfreda Acioly, campeã nacional de fisiculturismo recuperada da Covid 19 (Foto: Arquivo pessoal/Alfreda Acioly)

Alfreda Acioly, campeã nacional de fisiculturismo, que mora na localidade de Jacy Paraná, distrito de Porto Velho, em Rondônia afirmou que está curada da Covid-19. Segundo ela, foram dias muito difíceis.

- Quando recebi o teste de positivo da Covid, levei um susto, fiquei com medo de morrer, exclamou a atleta.

Ela conta que a febre judiou bastante e foram sete dias com sintomas mais duros. A atleta se manteve isolada para não contaminar outras pessoas, e foi mais forte que a doença. Agora os momentos de angústia ficaram só memória.

Imagine só, eu como atleta, que tenho uma imunidade e uma boa alimentação, tomo minhas vitaminas, senti o quanto essa doença é cruel, imagine outras pessoas, afirma Alfreda.

Ela não esquece o apoio recebido para que permanecesse em casa e cumprisse os protocolos da quarentena, conforme a recomendação das autoridades de saúde. E segue já pensando em retornar aos treinos de forma gradativa.
De recado, Alfreda Acioly aconselha para que as pessoas fiquem em casa se puderem, neste momento de isolamento social.

- Precisamos pensar no próximo. Evitar que o vírus chegue até as outras pessoas, não podemos levar, isso está matando. Vamos ter força e fé e tudo vai passar para voltarmos à vida normal, finaliza Alfreda Acioly, em entrevista à reportagem da Rede Amazônica.

Com a pandemia mundial do novo coronavírus todas as competições em modalidades diversas foram suspensas e outras canceladas, como os Jogos Olímpicos, do Japão. No fisiculturismo a realidade não tem sido diferente. Para evitar aglomerações e frear a proliferação do vírus, as academias de ginástica foram fechadas por determinação das autoridades de saúde.

Em Jacy Paraná, Alfreda Acioly busca alternativas num cenário com muito verde e espelho de água para não perder a forma física, até que tudo passe e possa voltar as competições.

A preparação física é de causar inveja em muita gente. Alfreda Acioly vive para a malhação. Cumpre uma rotina de treinos diários e não é só isso, a alimentação também é voltada para a prática do esporte, o fisiculturismo.

 

Alfreda Acioly, atleta campeã nacional de fisiculturismo recuperada da Covid 19 (Foto: Arquivo pessoal )
Alfreda Acioly, atleta campeã nacional de fisiculturismo recuperada da Covid 19 (Foto: Arquivo pessoal )

É um esporte caro. Demanda o uso de horas de academia de ginástica, compra de nutrientes vitamínicos voltados a manutenção do corpo, que é ferramenta para as apresentações nas competições pelo Brasil e outros países.

Só com os treinos e alimentação são gastos um alto valor mensal, que varia conforme a competição. Daí a necessidade de ter bons patrocínios, fazer apresentações, desfilar e gravar comerciais de lojas da moda fitness.

Campeã Brasileira Bikini Model 2018

A maior conquista foi há dois anos. Se apresentando em Florianópolis, SC, a fisiculturista de Rondônia sagrou-se campeã Brasileira do Bikini Model 2018.

Campeã Brasileira já no segundo ano de competições, a primeira foi em 2017. Nada mal para um início de carreira de uma mulher atleta do interior da Amazônia, que superou e supera todas as adversidades para conquistar um cobiçado lugar de destaque no fisiculturismo do Brasil e do continente.

Top 3 Sul-americano

Foi no mesmo ano da conquista do Brasileiro, que Alfreda Acioly quase ganhou o Sul-americano 2018, realizado em Curitiba. A atleta de Rondônia foi a terceira melhor no ranking da América do Sul.

No início deste ano, disputou o sul-americano em Lima, no Peru e obteve novamente a terceira colocação. São dois anos consecutivos como Top 3 da América.

 

Alfreda Acioly no Top 3 Sul-americana 2018  (Foto: Arquivo Pessoal)
Alfreda Acioly no Top 3 Sul-americana 2018 (Foto: Arquivo Pessoal)

 

 

/comentários

O comentário não representa a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

/notícias relacionadas

• Ex-zagueiro de Fortaleza e Flamengo, Ronaldo Angelim sofre acidente de carro no Ceará
• Clubes rondonienses estreiam nesta sexta (2) no Brasileiro de Soccer Society
• Rodrigo Salioni conquista título goiano e termina a temporada 2022 vice Campeão Brasileiro

Compartilhe você também:

Contato: Jornalista Alexandre Jabá - DRT 1357 Telefone/Whatsapp: (69) 98487-3042 ou pelo e-mail: [email protected]

©2022 - Todos os direitos estão reservados - Alfreda Acioly, campeã brasileira do Bikini model relata como foi a quarentena no interior de RO - Plantão Esportivo - A notícia em 1º lugar | CNPJ.: 41. 193. 592/0001-92

Quem somos | Política de Privacidade | Fale conosco