Athletico Paranaense   Atlético Goianiense   Atlético Mineiro   Bahia   Botafogo   Bragantino   Ceará   Corinthians   Coritiba   Flamengo   Fluminense   Fortaleza   Goias   Grêmio   Internacional   Palmeiras   Santos   São Paulo   Sport   Vasco   América Mineiro   Avaí   Botafogo-SP   Brasil - RS   Chapecoense   Confiança   CRB   Cruzeiro   CSA   Cuiabá   Figueirense   Guarani   Juventude   Náutico   Oeste   Operário-PR   Paraná   Ponte Preta   Sampaio Corrêa   Vitória  

Atleta do Ji-Paraná é condenado no STJD e está fora do Brasileiro Série D

 
Ao todo o atleta pegou 18 jogos de suspensão, mais multa de R$ 1.100,00.
24/10/2020 10h48, Folha do Sul / Rogério Perucci
 
20 Ao todo o atleta pegou 18 jogos de suspensão, ta fora da série D em 2020. (Foto: Revista Imagem)
Ao todo o atleta pegou 18 jogos de suspensão, ta fora da série D em 2020. (Foto: Revista Imagem)

A Quinta Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva – STJD do Futebol julgou hoje, sexta-feira 23, os envolvidos no episódio vexatório ocorrido no jogo Vilhenense x Ji-Paraná pela 2ª rodada do Campeonato Brasileiro Série D, no dia 26 de setembro.

Naquela partida, segundo foi relatado em súmula pela arbitragem, o meia Nick do Ji-Paraná e o massagista Cleomar Lima de Carvalgo do vilhenense, teriam agredido verbalmente a assistente Mácia Bezerra Caetano. Denunciados em outros artigos, mas também por ofenderem a arbitragem, os dois foram punidos com suspensões que os excluem da Série D.

Wederson da Silva Maia, mais conhecido como Nick foi condenado em quatro artigos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva – CBJD. Em três deles, Art. 250, Art. 254-A § 3º, e Art. 258, a pena acumulada foi de 8 partidas. Mas, a pena maior foi da condenação pelo Art. 243-G – “Praticar ato discriminatório, desdenhoso ou ultrajante, relacionado a preconceito em razão de origem étnica, raça, sexo, cor, idade, condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência”. A pena imposta foi de 10 partidas. Ao todo o atleta pegou 18 jogos de suspensão, mais multa de R$ 1.100,00.

Pena similar foi imposta ao massagista do Vilhenense Cleomar Lima de Carvalho que foi condenado com base nos artigos 258 e 243-F § 1º, e teve imposta uma pena de 7 partidas; e também foi condenado pelo Art. 243-G, para a qual recebeu pena de 10 partidas. Somadas, as penas afastam o massagista por 17 jogos. Também terá que pagar multa de R$ 600,00.

Denunciados por ações na mesma partida, o meia Fagner do Ji-Paraná, expulso pelo 2º cartão amarelo, foi absolvido. Enquanto o também meia Thiago Ribeiro do Vilhenense foi punido com a suspensão de uma partida, que ele já cumpriu.

 

STJD do Futebol julgou hoje, sexta-feira 23, os envolvidos no episódio vexatório ocorrido no jogo Vilhenense x Ji-Paraná. (Foto: Rprodução)
STJD do Futebol julgou hoje, sexta-feira 23, os envolvidos no episódio vexatório ocorrido no jogo Vilhenense x Ji-Paraná. (Foto: Rprodução)

 

 

 

/comentários

O comentário não representa a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

/notícias relacionadas

• Ji-Paraná Confirma Participação na Copa Verde 2021
• Ji-Paraná e Vilhenense encerram participação da Série D 2020
• 22ª RODADA DO BRASILEIRÃO 2020: "UM CORINTHIANS DESCONHECIDO ATÉ ENTÃO"

Compartilhe você também:

Contato: Jornalista Alexandre Jabá - DRT 1357 Telefone/Whatsapp: (69) 98487-3042 ou pelo e-mail: alexandrejaba1@hotmail.com

© 2020 - Todos os direitos estão reservados - Atleta do Ji-Paraná é condenado no STJD e está fora do Brasileiro Série D - Plantão Esportivo - A notícia em 1º lugar

Quem somos | Política de Privacidade | Fale conosco